Casey Neistat roubando sua própria bicicleta

Vídeo: O ladrão de bicicletas
(Experimento onde Casey rouba sua própria bicicleta!)

 Não há dúvidas, quando o assunto é se locomover dentro de um grande centro urbano, o meio de transporte mais acessível e eficaz já inventado pelo ser humano é a bicicleta. Com ela você não fica as custas dos meios de transporte públicos, tampouco preso em congestionamentos quilométricos. A coisa toda fica ainda melhor quando a cidade conta com centenas de quilômetros de ciclovias, como Nova York ou Copenhague! =D

 Casey Neistat, o mesmo cidadão que nos ensinou como podemos surpreender nossas namoradas de um jeito épico em outro vídeo, mora em Nova York desde 2001 e assim que se mudou para a cidade, resolveu ir ao trabalho de bicicleta graças as inúmeras vantagens que esse meio de transporte tem. O problema é que logo no primeiro dia na ilha de Manhattan, ele teve sua bicicleta roubada!

 Onze anos se passaram desde então e Casey teve inúmeras bicicletas, das quais muitas foram ou tiveram partes roubadas. Inconformado com a situação, ele resolveu fazer um pequeno experimento onde acorrentava sua bicicleta em vários pontos da cidade, desde parques movimentados até na frente de uma delegacia de polícia e depois voltava para roubar sua própria bicicleta e filmar a reação das pessoas.

 O resultado é impressionante, mesmo na frente de dezenas de testemunhas as pessoas simplesmente fingem que nada está ocorrendo ou então são ocupadas demais para perceber o que está acontecendo ao seu redor. O vídeo acima mostra algumas das tentativas de furto à sua própria bicicleta e apenas em uma das tentativas é que alguém chamou a polícia que colocou um fim ao experimento de Casey.

Vídeo: A vida de uma bicicleta
(O que acontece com uma bicicleta abandonada por um ano em Nova York?! =D)

 O experimento não é bem uma novidade, outro vídeo tão interessante quanto o teste conduzido por Casey foi o que o pessoal da Red Peak fez também em Nova York. Nesse projeto, os caras acorrentaram uma bicicleta cheia de acessórios e passaram a fotografar todos os dias enquanto acompanhavam ela desaparecer diante deles.

 Por incrível que pareça ela aguentou mais de 150 dias até começar a ter os acessórios roubados até eventualmente não sobrar mais nada. O fato disso começar a ocorrer por volta das férias de julho onde a cidade fica tomada por turistas brasileiro é uma mera coincidência, ou não. Hahahaha =P

 Existe também o projeto la prueba de la bicicleta que tenta medir o quão seguro são os bairros de sua cidade baseado em roubos de bicicleta. Por exemplo, você larga uma bicicleta em vários pontos de sua cidade e marca quanto tempo demoram até levarem ela. Criado por um argentino, o projeto já teve versões no Uruguai, Espanha e até no Brasil (teste este conduzido pelo Fantástico, só que infelizmente não encontrei um link para a reportagem).

 A verdade é que dificilmente há como prevenir tais furtos, o problema mesmo é a passividade das pessoas que mesmo presenciando algo errado, não tomam nenhum tipo de atitude. E não, eu não queria que nenhuma delas pulassem em cima do cara, afinal, ele tá segurando uma serra mas po, pelo menos perguntar o que está acontecendo ou até mesmo pegar o telefone para chamar a polícia, sei lá... No final, a vontade que dá é sacolejar essas pessoas para ver se assim elas tomam alguma atitude.

 Pelo jeito teremos que conviver com o roubo de bicicletas ainda por um bom tempo, por mais segura que sua cidade seja. Ah, e não tente reproduzir o teste do Casey em sua cidade porque eu definitivamente não quero nenhum leitor cabeçudo do PortalCab linchado por aí. Boas pedaladas e até a próxima! O/

Postado ao som de:
Sigur Rós - Hoppípolla

Busque conhecimento: New York Times e La Prueba de la Bicicleta.

     Compartilhe esse post em seu Twitter, Facebook, orkut ou onde preferir! =)
Red Bull Stratos: Saltando de paraquedas da fronteira do espaço!